O que você vê?

Olhar e uma coisa engraçada… a gente fica olhando para as coisas fora da gente sem nem saber o quê estamos olhando. Porque se alguém pergunta “o quê você olha?” talvez responderá: Nada!

As vezes pode só não querer que outro saiba o que estava a olhar; pode denunciar algo perigoso. OU as vezes o que quer é simplesmente proteger-se, guardar-se por qualquer motivo.

Mas creio que na maioria das vezes você não saiba mesmo o que esta a olhar. Nem sequer deve se lembrar de quer cor era o que estava a passar. Porque sera???

O olhar é algo tão profundo, tão marcante… e que nos entrega, nos torna vulneráveis.

Esperamos sempre o olhar de aprovação, de admiração. Basta um olhar para desabrochar um sorriso, uma alegria tão grande dentro do peito que neste não cabe até que precise aliviar-se em lagrimas, em gritos, em suspiros, só para que o corpo suporte tamanha emoção.

Há também aquele medo do olhar de reprovação daqueles a quem estimamos. Ahhhh o olhar reprovador… esse pode acabar com o nosso dia. Basta um olhadela de canto de olho para passarmos o resto das horas a remoer aquele segundo no qual nos sentimos menos, menores.

Um olhar de ternura, de desejo, de carinho e
amor… de raiva, de ansiedade e de angústia… Tudo através de um mero olhar!

Quantas coisas podemos saber pelos olhos… Quantas coisas que passam diante dos olhos sem nos darmos conta.

Não, não podemos! Não podemos nos dar conta, seria perigoso demais. É fundamental desviar o olhar como num gesto automático. Creio este ter se tornado algo como um instinto em busca de resguardo.

Quem permitimos que nos olhe nos olhos é quem permitimos que nos olhe na alma, que nos olhe por dentro, que vejam tudo o que lá guardamos: Nossos sentimentos, nossos sonhos, nossas esperanças, nossas frustrações, desgostos, remorsos, ilusões!

Mas isso é perigoso. Então desviamos o olhar.

Ah se todos soubessem olhar!!!!!!

CRÉDITOS FOTOS: GABIE LINHARES

1.01.21.31.91.81.71.61.51.42.02.12.22.32.42.53.13.02.92.82.72.63.23.33.43.53.63.7

Anúncios