A vida é muito mais interessante nas interseções

IMG_1508-1

Foi uma noite onírica no mais amplo sentido que essa palavra possa ser entendida. Foram muitos os lugares por onde meu inconsciente mais profundo pode passear. Mais ainda foram as pessoas que nem no meu mais amplo domínio eu já conheci. Tantas foram as fantasias quanto eram os seus desejos de serem vividas. Algumas com um pouco de sentido, outras completamente surreais. Não haviam narrativas, mas cenas isoladas como memórias de um bêbado. Pode-se até dizer que eram fotos que tinham vida. Havia uma mesa farta com pessoas desconhecidas unidas por um objetivo em comum: o de ser artista. Ou melhor, fazer arte! Naquela casa eu nunca tinha entrado, mas também ficava no pé de uma montanha mágica com um pequeno riacho no fundo do quintal, com a mesma água e as mesmas pedras.

Também haviam entre meus sonhos relacionamentos que na verdade dos olhos abertos não existem, mas quem sabe deveriam existir. Não sou eu quem fecha os olhos, mantenho os meus bem abertos enquanto vejo uma certa alma se projetando para viver em estado onírico o quê a vida acordada lhe nega ser possível. Felicidade compartilhada é felicidade multiplicada e poucas coisas me deixam tão feliz quanto ver amigos felizes e saber que de alguma forma eu pude ajudar.

Entre as imagens apareceram passados que se fizeram presentes numa mistura entre partir e ficar. Sempre escolho partir, mesmo um pedaço de mim sempre ficando para trás. Mas nada, nem ter acordado essa manhã, vai me fazer esquecer daquele lugar que se dizia ser uma pátria que não a minha, daquela água tão transparente entre árvores e pássaros e da sensação inabitual de pleno transbordamento da vida. O inabitual nos envia a um universo misterioso. Os mistérios permitem de nos perder em nós mesmos. Nos perdemos em nossos próprios sentimentos.

Os sentimentos não têm tempo. Nunca sei por quanto tempo vou chorar, vou rir ou vou sentir saudades. Mas sei exatamente quando cada um está prestes a acontecer. E quando acontecem não há nada que possa fazer senão deixar chorar, rir até a barriga doer ou sentir tanta saudade até a esperança de reencontrar se desfazer entre as lembranças daquilo que um dia foi importante. Não existe missão! Vivemos para continuar seguindo através dos sentimentos. Só não tente resolvê-los, eu não posso, você não pode, ninguém pode. Ninguém! A vida acontece fora; sentimentos, emoções, intuições, estão todas fora do corpo e só isso basta para que sejam mais fortes. Atravesse-as… é a única coisa que nos resta, senão serão as emoções que vão te segurar no mesmo lugar, pelo simples fato em negar atravessar.

O tempo está passando… e com ele a sua oportunidade em seguir.

Não agimos porque queremos, mas porque sentimos que precisamos. Se livre de você mesmo. Se livre das relações com os outros. Se livre da música, da dança, dos passos viciados. Se livre das mesmas comidas de sempre, dos mesmos lugares, dos mesmos caminhos. Se livre das suas roupas e seus sapatos. Se livre das antigas anotações, daqueles diários que nem sabe mais aonde estão. Se livre dos psicologismos desnecessários. Se livre de tudo o quê faz você ser sempre você. Quando estamos a salvo nada acontece.

Algumas vezes parece que a poesia escolhe fugir de mim. Não quero ser arrogante, tão pouco me interessa a falsa modéstia. As coisas que acontecem se manifestam pela simples necessidade em existir e pela complexa missão em responder. Zeitgeist chamariam os alemães, na minha linguagem talvez desejo, talvez sentido, talvez intuição. Não importa exatamente a palavra em si. Vejo a tinta da caneta que se esgota em textos para nada. Conversas para nada. Lembranças… perda… amor! Eu amo o chão em que piso, mas não amo ter que pisar. Queria mesmo era poder flutuar. Voar. Viajar. Entrar em um buraco negro e em uma realidade paralela não julgar, nem ser julgada. O tempo está passando…

Amo incondicionalmente os sorrisos da vida e as levezas das almas. Isso é força, sabedoria encarnada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s